Michael R. Bloomberg Acelera a Luta Contra a Pandemia Global Coronavírus 

0

NOVA IORQUE, Estados Unidos da América, 23 de março de 2020,-/African Media Agency (AMA)/- Alguns dias após Mike Bloomberg terlançado um programa para ajudar os mayors Americanos a melhorar o combate contra o coronavírus, a Bloomberg Philanthropies anunciou hoje medidas adicionais e um fundo para combater a pandemia à escala mundial.  A nova iniciativa global de 40 milhões de dólares americanos é para acção imediata de prevenção ou abrandamento da propagação do COVID-19 em países vulneráveis e com rendimentos médio e baixo.  Bloomberg Philanthropies fará uma parceria com a Organização de Saúde Vital Strategies para dar resposta aos esforços mundiais, juntamente com a Organização Mundial da Saúde (OMS), para apoiar países e cidades de rendimento baixo na resposta à pandemia COVID-19.

 

Também foi anunciada hoje a primeira reunião virtual A Iniciativa Local de Resposta ao Coronavírus que se realizará quinta feira, 19 de março ás 13h00 ET. Mais de 180 cidades irão juntar-se a especialistas da Escola de Saúde Pública Johns Hopkins Bloomberg e à Bloomberg Harvard City Leadership Initiative para receber as informações mais recentes sobre o vírus e acompanhamento para gerir a pandemia de saúde pública. Mike Bloomberg irá dirigir-se aos dirigentes das cidades participantes e irá enfatizar que a tomada de medidas céleres nas próximas semanas poderá bem ser o modelo de resposta para cidades em todo o mundo, A iniciativa da Bloomberg Philanthropies será prosseguida de uma série de reuniões virtuais que irá prover os líderes das cidades com assistência técnica e formação, e a oportunidade de partilhar práticas inovadoras com outros mayors na linha da frente da crise de saúde pública.

 

A Bloomberg com base nos seus anos como filantropo que investiu mais de 2,5 bilhões de dólares americanos em iniciativas de saúde pública a nível mundial e na sua experiência em liderar crises de saúde pública enquanto mayor da cidade de Nova Iorque incluindo lançar um plano contra a pandemia da gripe na cidade e liderar a cidade durante o surto de gripe suína em 2009 e o surto da Febre do Nilo Ocidental em 2012.

 

“Milhões de vidas dependem em obter a resposta adequada ao coronavírus – assim como as comunidades económicas e de saúde social por todo o mundo. Temos de abrandar a transmissão do vírus e minimizar o impacto do surto em todos os países,” referiu Michael R. Bloomberg, Fundador da Bloomberg Philanthropies e com três mandatos enquanto mayor da cidade de Nova Iorque. “Enquanto lançamos esta semana a Iniciativa Local de Resposta ao Coronavírus aqui nos EUA, também estamos a fazer mais esforços para prevenir a sua propagação mundialmente, especialmente em África. Pela minha experiência enquanto mayor da cidade de Nova Iorque sei que proporcionar aos profissionais da saúde pública os meios necessários para proteger as pessoas é essencial para salvar vidas – e para ajudar a atenuar os danos económicos e sociais que podem tornar esta crise ainda mais debilitante para as famílias e comunidades.”

 

Bloomberg Philanthropies fará parceria com o Dr. Tom Frieden, presidente e CEO da Resolve to Save Lives, uma iniciativa da organização da saúde Vital Strategies, em conjunto com a Organização Mundial da Saúde (OMS), para ajudar os países e cidades com rendimento baixo a responder à pandemia COVID-19. Resolve to Save Lives trabalha com países para impedir 100 milhões de mortes e para tornar o mundo mais seguro de epidemias. Dr. Frieden é também membro sénior no Conselho das Relações Externas para a Saúde Mundial. É ex-director dos Centros para Prevenção e Controlo de Doença nos EUA e antigo comissário do Departamento de Saúde da cidade de Nova Iorque (durante os primeiros dois mandatos do Mayor Bloomberg).

 

Os 40 milhões de dólares americanos da Iniciativa Global de Resposta ao Coronavírus da Bloomberg Philanthropies irão ser usados por todo o mundo em países com rendimento baixo e médio para financiar equipas de resposta rápida que irão ser mobilizadas para prevenir e detectar infecções; preparar os trabalhadores do sector da saúde que estão na linha da frente na prevenção da infecção e no controlo; desenvolver redes laboratoriais para gerir e transportar amostras para laboratórios centrais para diagnósticos de COVID-19; medir a aceitação e impacto de estratégias de contenção tais como o encerramento de escolas e igrejas e a suspensão de aglomeramentos de pessoas através de pesquisas rápidas através do telemóvel; fornecer apoio nas comunicações tais como campanhas de educação pública; e fornecer conhecimento técnico a organizações de saúde regionais e mundiais. A Iniciativa Global de Resposta ao Coronavírus da Bloomberg Philanthropies irá complementar o financiamento recentemente anunciado da The Bill & Melinda Gates Foundation com o objectivo de acelerar a resposta ao COVID-19 em países com rendimento baixo-médio. 

 

A Iniciativa Global de Resposta ao Coronavírus terá uma forte incidência em nações Africanas mas também se estenderá além para suportar os mayors e os governos municipais em todo o mundo que fazem parte da Parceria Cidades Saudáveis, fundada em 2017 pela Bloomberg Philanthropies em parceria com a OMS e a Vital Strategies.

 

A rede das 70 cidades que fazem parte da Parceria Cidades Saudáveis concentra-se em programar intervenções para reduzir as doenças não transmissíveis (DNT) ou ferimentos resultantes de acidentes rodoviários. Os dados do COVID-19 demonstraram que muitos dos que estão em risco são aqueles que já vivem com DNT graves como doença cardíaca e diabetes, e que os fumadores podem ser potencialmente mais susceptíveis de desenvolver e morrer de COVID-19. Esta nova iniciativa basear-se-á em relações e programas existentes com líderes de cidades globais para fornecer informação actualizada e meios de prevenção e mitigação, incluindo aulas da Iniciativa Global de Resposta ao Coronavírus para os mayors Americanos.

 

A OMS declarou a COVID-19 uma pandemia a semana passada, evidenciando níveis alarmantes de propagação e gravidade e níveis alarmantes de inacção. Desde 16 de março houve mais de 168,000 casos a nível mundial, com 6,610 mortes declaradas. Mais de 3,400 casos de COVID-19 foram diagnosticados nos Estados Unidos, com 68 mortes declaradas. A situação na Região Africana da OMS – foram confirmados 160 casos e registradas 3 mortes – garantindo urgência, uma estratégia abrangente e recursos cruciais para prevenir infecções e salvar vidas.

 

“Uma crise global na saúde sem precedentes requer solidariedade global sem precedentes,” referiu Dr. Tedros Adhanom Ghebreyesus, Director Geral da OMS. “Agradeço este apoio da Bloomberg Philanthropies à OMS e o esforço na resposta global, que irá ajudar a prevenir infecções e a salvar vidas.”

 

“Temos uma janela de tempo para trabalhar em parceria com Ministros da Saúde na África subsariana para proteger a sua população de uma doença que pode matar através de ambas as infecções e interrupção dos serviços de saúde,” referiu Dr. Tom Frieden, Presidente e CEO da Resolve do Save Lives, uma iniciativa da organização da saúde Vital Strategies. “Desde o Ébola à Gripe H1N1, sabemos agora mais do que nunca como minimizar o risco de epidemias, especialmente em países de rendimento baixo- médio. Com o apoio do Mayor Bloomberg, podemos ajudar a mitigar os piores efeitos do coronavírus em África.”

 

“A declaração de hoje move os nossos esforços na luta coronavírus dos EUA para uma escala mundial. Líderes de cidades ou países quer estejam na América ou em países de rendimento baixo e médio onde fazemos muito do nosso trabalho, precisam de apoio urgente para aumentar a preparação para o seu povo,” referiu Dr. Kelly Henning, que lidera o programa de saúde pública na Bloomberg Philanthropies. “É fundamental que o vírus esteja sob controlo o mais rápido possível.”

 

“Não há tempo a perder,” disse José Luis Castro, Presidente e CEO da Vital Strategies. “Louvamos o Mayor Bloomberg pela sua liderança Filantrópica em assumir esta crise de saúde pública sem precedentes. Com este apoio, a Vital Strategies e a sua iniciativa Resolve to Save Lives irá fazer tudo o que puder para reforçar os esforços dos países para enfrentar a crise e reforçar os sistemas de saúde.”

Source link

Disclaimer: The views of authors published on South Africa Today are their own and do not necessarily represent the views of South Africa Today. By viewing, visiting, using, or interacting with SouthAfricaToday.net, you are agreeing to all the provisions of the Terms of Use Policy and the Privacy Policy.